A arte do networking em eventos

 

Quer vamos a uma feira, um evento de pitch, a uma conferência ou até como estudantes a uma palestra académica, devemos ter em consideração as pessoas com as quais podemos criar uma conexão.

Estes tipos de eventos são uma excelente oportunidade para criar uma rede de contactos que pode ser muito útil para o nosso percurso profissional no futuro.

Enquanto que alguns eventos poderão ser desafiantes para networking pela quantidade de pessoas presentes, e isso pareça constituir uma não hipótese de estabelecer novas conexões que podem ser relevantes para nós profissionalmente, existem algumas formas de dar a volta à questão e conhecer pessoas que podem ser importantes para o nosso trabalho. Devemos aproveitar a oportunidade para deixar uma boa impressão.

Trocar contactos significa termos sempre o nosso cartão de visita connosco, mas ainda mais importante, significa realmente envolvermo-nos com a pessoa com a qual queremos trocar contactos, de outra forma esta pessoa poderá possivelmente não nos responder de volta. Devemos demonstrar interesse e criar algum impacto no recetor, no entanto é essencial manter a equilíbrio e coerência ao interpelar pessoas com as quais desejamos criar contactos.

Termos os nossos cartões de visita pessoais é crucial para distribuir em eventos de networking pelas pessoas com as quais gostaríamos de criação conexão. Caso o interesse seja recíproco ou surja um oportunidade adequada ao nosso perfil, a pessoa já terá os nossos contatos consigo.

 

A pesar de estes serem por vezes eventos nos quais existe uma formalidade envolvida, devemos tentar apreciar o valor profissional das nossas conexões em vez de apenas mostrar interesse pelas empresas para as quais queremos trabalhar.

Perguntem às pessoas com quem desejam estabelecer uma conexão o que eles fazem na empresa, mostrem ao vosso contacto de interesse interesse pela sua função e tentem que a conversa seja sobretudo sobre ele e não sobre vocês.

Trabalhadores de empresas que estão presentes em eventos de pitch, feiras ou convidados em palestras das nossas empresa de sonho serão provavelmente abordados por várias pessoas no mesmo dia em que participamos num evento, e por essa razão muito possivelmente eles poderão não estar focados em nós da forma que esperamos.

Se estamos a tentar vender o nosso serviço ou produto, criar uma parceria, uma estratégia possível a aplicar é adiar essa abordagem mais comercial depois de um primeiro contacto onde conseguimos criar uma empatia com a pessoa com quem/para quem estamos interessados em trabalhar.

Estes tipos de eventos são uma excelente oportunidade para criar uma rede de contactos que pode ser muito útil para o nosso percurso profissional no futuro.

Pode existir a necessidade de abordar um extenso número de pessoas, pois estes eventos são muito ocasionais e como tal queremos aproveitá-los ao máximo. Contudo, dar a impressão de estarmos a apressar-nos de uma para outra pessoa reflete-se negativamente para aqueles que abordamos, pois essas pessoas sentem-se como uma ferramenta para nós passarmos a nossa mensagem em vez de pessoas reais que estão ali em representação das suas empresas. Além disso, esta atitude demonstra que não filtramos o nosso público-alvo, mas sim tentamos a qualquer custo criar contatos só porque sim.

Mostrar um verdadeiro interesse e dar tempo a 3 ou 4 bons contactos num dia pode ser chave para o sucesso, enquanto que abordar 10 ou 20 diferentes pode ser excelente para distribuir cartões de visita, mas não o melhor para passar uma mensagem impactante que fica na mente do contacto que estamos a estabelecer como honesta e humilde. Quando as pessoas estão genuinamente interessadas, isso projeta-se para os outros.

Se sentirem que a tarefa de fazer chegar a vossa mensagem a algumas pessoas é já dura por si só, tragam alguém convosco ao evento que vos possa ajudar a estabelecer as conexões que vocês desejam obter. Idealmente especialistas de comunicação que vos possam ajudar a fazerem chegar as vossas mensagens eficazmente.

O acompanhamento por um profissional da área da comunicação será crucial para auxiliar na criação da rede de contactos desejada.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment