O medo de comunicar para a nossa audiência

 

Temos falado muito de como nos expormos em palco à frente de uma audiência ou à frente das câmaras para nos auto promovermos ou para promovermos a nossa empresa. Todos os momentos em que temos de ficar em destaque surtem um efeito de ansiedade e medo, acima de tudo medo de errar ou de fazer má figura. Assim sendo, quando tomamos a decisão de nos pormos nesse papel, de certa forma estamos também a enfrentar e lutar contra todos os nossos receios de public speaking.
Todos estes receios são normais pois uma apresentação pública não é de facto uma tarefa simples, e como tal, por isso mesmo hoje vos trago este artigo!

Estarmos expostos irá trazer-nos uma sensação de vulnerabilidade e stress, contudo uma boa preparação irá deixar-nos mais seguros do sucesso da nossa apresentação em público.

Tipos de exposição


Todos sabemos que estes eventos onde nos expomos em palco podem ser muito intimidantes. Por outro lado, expormo-nos em vídeo ou diante de uma plateia e partilhar ideias com a comunidade online / offline significa ter muitos olhares postos em nós. Em ambos os casos somos postos à prova, no entanto:


⦁ Antes da publicação de artigos de texto ou vídeo, podemos corrigir e refazer as vezes necessárias até considerarmos o produto final como perfeito.


⦁ Na apresentação pública prevê-se um discurso mais plausível de falhas ou imprevistos, pois é em direto.


Podemos aqui comparar o nosso papel com o papel de um ator, nas novelas quando há erro ou esquecimento de fala, simplesmente cortam a cena e começam de novo. No teatro não há esse background pois tudo acontece no momento, sendo susceptível a alterações ou adaptações que não estaríamos a contar.
Em termos de permanência no ”ar” os vídeos publicados online ficam para sempre. Como se costuma dizer ”Uma vez na internet, para sempre na internet”, no entanto acredito mais na premissa de ”Uma vez na internet, para sempre público”, pois podemos apagar a nossa publicação e ela deixar de estar online no entanto alguém a pode ter gravado ou guardado no seu computador ou telemóvel. Enquanto que nas apresentações públicas o nosso discurso vai durar apenas o tempo que determinarmos, quando atinge o mundo virtual a sua existência irá perdurar ao longo dos tempos.

 

Assim sendo, a primeira grande tarefa é preparar um discurso sólido que sabemos bem e que nos permite, independentemente do nível de nervosismo, NÃO ter medo de não saber o que dizer.

 

Tipos de público


Um discurso improvisado pode sair excelente em eventos informais como casamentos, festas de aniversário, batizados ou outro tipo de eventos como discursos em jantares de empresa. Em todo o caso, todos estes eventos ocorrem num seio mais íntimo, onde a nossa conexão com algumas (ou muitas) das pessoas presentes no evento já existe.


Neste tipo de eventos em que falamos mais do coração, e que para além do mais são eventos privados, mostramos uma vertente nossa que não pertence à esfera pública, mas sim sentimentos mais pessoais que poderão ser muitas vezes apenas compreendidos por membros da familia ou grupos de amigos.
Por outro lado, a situação altera-se quando nos colocamos diante de uma cámara para a nossa autopromoção ou para promovermos a nossa empresa ou a empresa para a qual trabalhamos.
A situação também se altera quando nos colocamos em palco diante de uma plateia e falamos para um grande grupo de desconhecidos (alguns deles poderão até como júris estar a avaliar a nossa prestação caso seja um concurso).

O medo de falar em público é perfeitamente normal, no entanto seguindo algumas dicas iremos sentir-nos muito mais seguros.

 

Estas situações por si só provocam já uma enorme ansiedade e medo devido ao fator de desconhecimento da natureza do enquadramento dos eventos:


⦁ Quem/como é o público que me está a assistir?
⦁ Será que conheço a audiência?
⦁ Será que as pessoas que me vão ver vão fazer comentários negativos em relação à minha performance?
⦁ Será que vou conseguir ter sucesso na fase de perguntas?

 

Todos estes ses e serás só nos irão deixar mais ansiosos e menos capazes de enfrentar o medo de falar em público.

 

A importância do training

    Preparação é a chave do sucesso.

Todos nós alguma vez na vida já achamos que conseguiamos perfeitamente fazer algo por nós mesmos em casa só para não recorrermos a serviços. Seja cortar o cabelo, seja mudar uma torneira ou pintar paredes. No entanto, sabemos perfeitamente que com ajuda profissional as coisas teriam ficado muito melhor feitas e ficaríamos mais seguros.
Ser seguido por um consultor de comunicação pode ser uma ótima forma de te assegurares  que irás ter uma excelente performance em palco ou em frente às câmaras. Contudo, mesmo trabalhando com um especialista de comunicação, existe a necessidade de praticar.

 

Como o fazer?

Apesar de a nossa família ou amigos serem os mais recetivos a ouvirem o nosso discurso antes de o apresentarmos em público, nem sempre a sua opinião será a mais certeira pois não podemos contar com a imparcialidade quando existem sentimentos à mistura.


No entanto, podemos ser NÓS próprios os nossos avaliadores.


⦁ Gravarmo-nos a nós mesmos a fazer o discurso planeado;


Atualmente todos os smartphones têm essa funcionalidade. Essa gravação irá permitir-nos:


⦁ Compreender comportamentos não verbais básicos;


⦁ Perceber se o tom de voz está adequado ou se precisamos de fazer ajustes; e o nosso tom de voz.

 

 

Podemos sempre ir fazendo várias gravações, adaptações e ajustes até chegarmos ao ponto pretendido. Após percebermos que estes dois pontos estão ajustados da forma que idealizamos podemos focar-nos ainda mais no conteúdo do discurso e fazermos uns últimos aperfeiçoamentos, que nos trarão ainda mais segurança em palco. Quanto mais treino, melhor.


Apesar do conteúdo apresentado ser extremamente importante, devemos lembrar-nos que a nossa linguagem corporal (a forma como comunicamos não verbalmente), juntamente com o nosso tom de voz representam uns gigantes 93% da nossa comunicação e como tal é obviamente útil gravarmo-nos a nós mesmos e sermos os nossos próprios avaliadores nesses parâmetros.


Quando atingimos a parte da comunicação verbal, o discurso por assim dizer, lembrem-se da importância dos suportes de mensagem, usando a regra das 3 partes em primeiro lugar. Podemos ainda mostrar o nosso guião a duas ou três pessoas diferentes, especialmente a alguém da área da comunicação estratégica que saiba como atrair uma audiência com a sua mensagem.

Ao gravarmos o nosso discurso iremos conseguir ter a perfeita noção do que podemos melhorar para atingirmos o sucesso e enfrentarmos o medo de falar em público.

Posto isto, o mais importante é relembrarmo-nos de manter a tranquilidade, pois a ansiedade só conduz ao esquecimento e consequente aumento do stress. Devemos aproveitar este momento em palco para nos auto-promovermos da melhor maneira, pois a visibilidade e exposição que vamos ter pode ser excelente para projetos futuros. Sabemos que esta visibilidade por um lado é boa mas por outro assustadora, por esse motivo, estarmos seguros de nós mesmos e totalmente preparados é o verdadeiro segredo para o sucesso!

 

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment