Suportes visuais: Como tirar o melhor partido nas apresentações em público

 

Na preparação da nossa apresentação em público, sabemos da importância da criação de um guião que nos irá orientar ao longo de toda a apresentação e organizará o nosso discurso de forma fluida e coerente.

A criação deste guião, permite-nos fazer a organização de conteúdos que podem e devem ser acompanhados por suportes visuais.

Existem vários programas que podemos usar para preparar apresentações públicas: prezi, powerpoint, google slides, entre tantos outros.

Nestas apresentações podemos inserir:

  • Texto;
  • Imagens;
  • Gráficos;
  • Estatísticas;
  • Estudos;
  • Relatórios;

Os suportes em powerpoint, prezis ou google slides além de nos ajudarem na organização de ideias e no seguimento do nosso fio condutor, permitem reter muito mais a atenção do público uma vez que neles podemos acrescentar fotografias, estudos, imagens ou até mesmo gráficos que complementam a informação que estamos a comunicar verbalmente.

Todos estes ficheiros irão ajudar-nos a completar o nosso discurso e nunca o contrário. Apesar de os podermos usar como suporte, eles não nos substituem enquanto comunicadores e a maioria da informação deve ser dita por nós.

 

Texto

O texto presente nestas apresentações deve ser em forma de tópico e só com palavras gerais ou chave. Ninguém quer ir para uma apresentação para ler um powerpoint, por isso é fundamental criarmos dinamismo e deixarmos a monotonia de lado se queremos obter sucesso ao falar em público. 

 

Vantagens do uso de suportes visuais

O uso de recursos audiovisuais é bastante positivo para nós enquanto comunicadores, pois além de nos ajudarem a cumprir o guião e manter o roteiro da apresentação, dão-nos a sensação de segurança e confiança, pois mesmo em caso de lapso sempre podemos olhar para os seus tópicos e seguir o fio condutor. 

Quando uma apresentação tem este tipo de suporte torna-se  bastante mais interessante e cativante para o público.

 Estas fontes complementares de informação criam dinamismo, são muito mais explicativas e as suas imagens permitem manter o público mais atento e curioso. 

Para além de todos os suportes que referi anteriormente podemos ainda, dependendo da temática e contexto da apresentação, adicionar fotos ou textos que nos remetem a storytelling. 

  • Se sou psicóloga e estou a palestrar sobre: A importância da aceitação interacial, posso falar sobre o que tive de enfrentar por ser asiática quando vim exercer para a Europa, nesta situação poderia usar uma imagem do dia em que cheguei a outro continente e das histórias de superação pelas quais desde lá até aqui passei.
  • Se atualmente tenho milhares de seguidores e dou palestras sobre criação de conteúdos para Youtube, posso mostrar a imagem do meu canal no início e como foi evoluindo ao longo dos tempos.
  • Se me formei em comunicação social aos 50 anos e no momento faço palestras em escolas sobre nunca ser tarde para lutar pelos nossos sonhos, posso mostrar fotografias da minha turma em que eu era muito mais velho que os meus colegas e de como isso não me impediu de conquistar o meu curso.

 

Temos aqui 3 histórias completamente distintas mas que têm em comum histórias de conquista, de luta e de superação. O público liga-se a isso, a esses testemunhos de quem chegou e venceu, apesar de todos os contratempos.

 

Conteúdo visual e estética

Acima de tudo, o mais importante é que as imagens se relacionem com o tema e com aquilo que estamos a transmitir. Quando não se tratam de temáticas da nossa vida pessoal, sempre podemos recorrer a banco de imagem pagos ou gratuitos, ou até mesmo nós próprios fazermos fotografias que ilustrem o que vamos comunicar.

O crucial é que a nossa apresentação seja:

  • Organizada;
  • Pensada;
  • Arquitetada;
  • Clean;

De nada nos serve enchermos o powerpoint de informação se ela não é útil para nós, o excesso de texto fará exatamente o efeito contrário ao que pretendemos, será maçador. 

O suporte de texto auxilia a seguirmos o fio condutor do nosso guião, nunca podendo substituir a nossa presença e a nossa função, assim sendo em vez de muito texto devemos apenas de colocar neste suporte palavras/ideias-chave que nos auxiliem ao longo da apresentação.

Em termos de estética, criamos uma identidade visual da apresentação é fundamental, pois todos os slides devem seguir a mesma linha, mesmo tema, mesmas cores e mesmas fontes e tamanho de letra. 

A vantagem destes suportes é o facto de podermos interagir com o público dentro do que nos é possível:

  • ‘’O que nota de diferente neste gráfico relativamente ao anterior?’’
  • ‘’ Vendo estas duas imagens considera que são do mesmo autor?’’
  • ‘’Pelo tipo de caligrafia qual considera ser o século deste manuscrito?’’

Isto tipo de interação para além de dinamismo, fazem o público refletir e se questionar, tal como as perguntas retóricas. Estes são excelentes suportes de mensagem na transmissão de ideias.

 

Revisão e finalização

Em grande parte das situações não conseguimos prever o que pode acontecer de errado, muito menos quando trabalhamos com este tipo de recursos. Como tal, é essencial que para além da revisão prévia de texto e suporte, consigamos garantir que também a apresentação irá abrir quando precisarmos dela, podemos aqui verificar o seu formato e compatibilidade com o computador/projetor que iremos usar. Se tecnicamente nos parece tudo apto, quando tivermos tudo preparado podemos pedir a alguém que releia e veja se encontra alguma falha ou erro, sempre é bom uma segunda opinião.

Caso retire algum texto, artigo ou imagem de outras fontes, não se esqueça de colocar as referências ou parafrasear o autor, de modo a evitar problemas futuros em termos de direitos de autor. 

 

Como vimos, o uso de suportes visuais é extremamente positivo para enriquecer as nossas apresentações em público, seguindo apenas algumas regras e dicas conseguiremos sem dúvida alcançar o sucesso com o nosso discurso! Lembre-se sempre que ‘’Menos é mais’’, crie a sua apresentação e arrase!

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment